SALMÃO ASSADO COM SHOYO E ALECRIM + PURÊ DE BATATAS


Sabe aquele dia em que você não dormiu direito, pulou da cama se arrastando, matou a academia (ahhh!), trabalhou até o fim da tarde, em seguida estudou um pouco e, quando viu, já era noite e zero descanso? Imagino que a maioria das pessoas pensa em chegar em casa e poder então, enfim... não fazer nada. Aliás, me parece o lógico!


Mas não sou assim... Não eu. Oh, no, no, not me, I did it my wayyyy!!


Como sou a Carol... Tenho percebido que é justamente nesses dias que chego em casa com mais vontade de preparar o jantar. É que cozinhar me relaxa e, quando acabo, estou melhor do que quando comecei. É fato. Sempre! Às vezes uma tacinha de vinho me acompanha, mesmo durante a semana. Se acho que a calça anda fechando com uma certa dificuldade... é... aí o vinho fica só para o fim de semana... Mas só no bom senso, sem neura. Balança é no máximo de quinze em quinze dias. Não mais, é uma regra para evitar a neura.


Cozinhar, sim, mas com toda certeza do mundo, escolho algo que não me dê muito trabalho, e no que eu tenha alguma experiência que me permita fazer sem olhar receita nenhuma. Pode ser só um sanduíche no forno, ou muito bem um jantar quentinho, uma sopa, depende da vontade do dia. Mas sempre comfort food total! (e tem comida melhor?)


Hoje, o dia foi exatamente assim. Depois de uma noite bem mal dormida ontem.


Decidido: peixe. Um bem fácil e, ao mesmo tempo, um dos meus preferidos. Salmão assado, temperado praticamente só no shoyo. Um dos primeiros peixes que arrisquei a fazer na vida, ensinado por uma amiga, a Elaine, que me ensinou outras primeiras coisas na cozinha, enquanto conversávamos no salão, e ela dava um jeito no meu hair ;) Só dei minha cara na receita com o alecrim. Fácil e delicioso!


Cinco ou dez minutos marinando de cada lado e, forno.


Beleza, vamos ao purê de batatas enquanto isso.


Fácil demais! E ficou melhor depois das dicas do ótimo A Pequena Cozinha em Paris, da Rachel Khoo, um dos melhores investimentos em livros de culinária aqui em casa. Gostei muito mesmo. Cozinha francesa do dia a dia, total "usável", como livro de comida deve ser.


Não meço nada, afinal é só um purê, mas para que ele seja "O" purê, a dica da R. Khoo é: depois de bem cozidas as batatas em água e sal, escorrê-las e recolocá-las na panela e ligar o fogo, até que sequem bem (eu sempre pensava que, como ia se misturar com o leite, não tinha problema ficarem meio úmidas, mas, acredite, faz!); só então amassá-las ou espremê-las, acrescentar a manteiga e o leite (para três batatas = duas pessoas, mais ou menos uma colher de manteiga e 1,5 copo de leite), mexer até que esteja liso e cremoso, acertar o sal e temperar com noz moscada (que também faz total diferença).


Enquanto as batatas cozinhavam, vejo que há vagens na geladeira. São boas vagens orgânicas, penso: uns cinco minutos para cozinharem, enquanto o peixe ainda está no forno e as batatas na panela. Lá vão: cozidas até ficarem macias em água, depois grelhadas com 1/2 colher de azeite e temperadas com flor de sal e vinagre de vinho tinto.


Nem uma hora depois, estava pronto o jantar. E eu, bem mais relax! ;)


Passo a passo:


SALMÃO ASSADO COM SHOYO E ALECRIM


500 a 600 gramas de filé de salmão, sem pele

1/3 xícara de shoyo

algumas folhas de alecrim (usei umas dez)

1 colher de alcaparras em conserva

2 colheres de manteiga

1 fio de azeite


Pré-aqueça o forno a 200 graus.


Disponha o salmão em um recipiente que tenha exatamente o seu tamanho ou quase (já onde vai assá-lo) e regue com o shoyo (ele deverá cobrir pouco menos da metade do filé), um fio de azeite (um fio basta) e as folhas de alecrim fresco.


Após 5 (ou, se você tiver, 10 minutos), vire o peixe e deixe marinando pelo mesmo tempo.


(Se for acompanhar com purê de batatas - receita no post, aproveite para descascá-las e colocá-las para cozinhar).


Escorra o excesso de shoyo, cubra com papel alumínio.


Após 25 minutos aproximadamente, verifique se está bem assado, tire o papel alumínio e deixe no forno por mais 5 ou 10 minutos, até dourar. Se tiver a opção grill, é a ideal neste momento. Isso vai fazer com que o salmão esteja suculento e rosinha por dentro, mas com um douradinho espetacular por fora, escurinho por conta do shoyo.


Enquanto o peixe assa, leve a manteiga ao fogo. Assim que derreter, junte as alcaparras, já escorridas e secas com papel toalha (para retirar o excesso de sal), misture bem e deixe descansar para acentuar o sabor. Volte a esquentar bem a manteiga quando o peixe sair do forno, regue-o em seguida com a manteiga e alcaparras, e seja feliz!


A receita do purê de batatas está no final do próprio post. ;)


Oh no, no, not me, I did it my way!!!!!









© 2014 por Abuela Juana. Orgulhosamente criado com Wix.com